quinta-feira, 23 de novembro de 2006

Continuação da Discussão...

Como ja tinha contado, vou-me então mudar para o centro do país, para ir viver com uma mulher, de quem muito gosto e que faz valer a pena.
Muitos me deram os parabéns, mas parece que não perceberm o cerne do problema...
Como faço eu para não perder a sanidade, ao viver no meio do nada, numa terrinha pequena, se a terra onde estou agora é no limite do aceitavel a nível de população para mim. 800.000 habitantes e parece-me pequenina. A malta do Porto (400.000 hab) sempre me disse que eu adoraria lá viver... aí uns 6 meses, antes de começar a entrar em parafuso. Ja Nova York com 20.000.000 seria perfeito para mim. Sou urbano, que posso dizer?!
Este concelho, o CONCELHO inteiro, não chega sequer aos 50.000... O dormitório onde vivia na zona de lisboa, so aquela vila tem mais que isso!
Por isso entre isto, falta de opções, so haver aí uns 2 bares com uma média de idades superior aos 25 anos, as velhotas que tudo discutem (logo comigo que estou habituado a fazer o que me dá na gana, até porque quando as pessoas me voltarem a ver ja nem devem saber quem eu sou...) e etc... Como é que eu faço mesmo para não enlouquecer?

12 comentários:

Luz do amanhecer disse...

Não sei o que fazer para não enlouquecer, isso tens de descobrir.... Faz aquilo que te apetecer, que te der na gana e quem quiser ficar chocado que fique! Mantém o teu estilo de vida independentemente daquilo que pensam os outros. Só posso dizer boa sorte!

sónia disse...

Boa sorte...do fundo do coração... eu fiz uma opção parecida (embora sozinha) há 7 anos e estou no limite... é muito difícil! Oxalá te consigas aguentar!

Mafalda disse...

Tantas duvidas, tantos medos, ai ai ai... Assim não coeças bem! Se ela vale a pena, vai compensar! Não te preocupes tanto! Bjos

Atractor Estranho disse...

Nesse caso estaria muito interessado em saber como tens feito para aguentar tu...! :D

sónia disse...

Sinceramente?!...a amor e lexotans! ;)

Lisa disse...

Bem...o meu conselho é centrares-te na razão que te fez mudar.Bem sei que um amor e uma cabana já não é suficiente, mas foca-te primeiro no bom que vais disfrutar nesta nova vida...Ao que sei, essa cidade é perto de uma capital de ditrito que por sinal é bastante interessante e tem uma significativa vida noctuna.Pensamentos positivos!:)Boa sorte!

Atractor Estranho disse...

Lexotans...
Tinha uma tia avó que tomava disso.
Salvo erro uma caixa por dia...
Mas com tanto mato deve de haver drogas mais naturais por ali...
E eu que me andava a portar tão bem...

Shhh disse...

solução: vai poupando uns euritos para teres gasosa nas escapadelas do vou ali e já volto! Só para refrescares as ideias. Com calma. Jinhoss

Fati disse...

Como fazes para não enlouquecer, não sei, mas dou-te uma opinião: abre a tua mente a novas experiências. Há coisas surpreendentes nas terras pequenas, saberes e sabores, vivências, crenças, tradições, usos e costumes, com os quais, de outra forma, nunca terias contacto. Mas não podes ser hermético, senão passas ao lado.

Até compreendo que te sintas preocupado com a "qualidade" das pessoas. Agora, com a quantidade? Se estiveres numa festa onde estejam 1.000 meninas, não vais conseguir dançar com todas numa noite; portanto, qual é a vantagem se nessa festa estiverem 10.000?

(entretanto, e contradizendo tudo que escrevi antes, vê o "Dogville". Se os teus novos vizinhos começarem a exagerar, não hesites: chama pelos amigos, que vamos lá dar cabo deles)

beijinhos
Fati

Atractor Estranho disse...

Ó Fati...
Quero 10000 porque assim o número das giras será maior!!! :D Tal como o número das que dançam bem!
(Assumindo a mesma distribuição estatística).
Até parece que não me conheces... hahaha

Arid disse...

Tem calma miúdo!
Já não se demoram 9 horas de Bragança a Lisboa (ou seriam 10? Tenho que procurar o disco...)!
Vais estar no CENTRO, ou seja, pertinho de tudo! Do mar...da montanha...e da cidade! ;)

E de certeza que não te faltarão visitas!...

Atractor Estranho disse...

De bragança a Lisboa são 9 horas de distância...
Isso é mais bonito dito que feito... Mas feitas as contas ao tempo de deslocação, gasolina e portagens, que os ordenados são geralmente menores no interior do país... :s